A instituição

A Associação Humanitária de Salreu é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (nº52/94), Instituição de Utilidade Pública, fundada em 29 de Janeiro de 1992.

Criada com a finalidade de prestar apoio a crianças, jovens, idosos e doentes crónicos, a Associação Humanitária de Salreu possui hoje Centro de Dia, Estrutura Residencial para Idosos, Creche e Jardim de Infância.

A instituição tem atualmente 40 funcionários, para além das prestações de serviços de um médico, um jurista e um contabilista

Estrutura Residencial para Idosos(ERPI) e Centro de Dia(CD)

A ERPI conta com trinta e nove utentes residentes, enquanto que para o Centro de Dia há acordo com a Segurança Social para 20 clientes. Para estas duas respostas Sociais, a Associação dispõe de duas Animadoras Sócio Culturais, um Médico, onze Ajudantes de Acção Directa e quatro Auxiliares de Serviços Gerais.

Creche(CR) e Jardim de Infância (JI)

Temos acordo com a Segurança Social para frequência de 25 crianças em Creche. No Jardim de Infância temos capacidade para 25 crianças sem acordo com a Segurança Social. Esta resposta Social existe desde setembro de 2015 com autorização de funcionamento do Ministério de Educação.

As respostas sociais são orientadas por três Educadoras de Infância, cinco Ajudantes de Ação Educativa e uma Auxiliar de Serviços Gerais.

Para além destes e comuns a toda a instituição, fazem parte do quadro de pessoal: uma Assistente Social, uma Fisioterapeuta, uma Nutricionista, um Terapeuta Ocupacional, uma funcionária Administrativa, quatro Cozinheiras, dois Motoristas e uma Enfermeira.

Política da Qualidade

Para desenvolver as suas atividades, a Instituição define uma política de permanente desenvolvimento do seu “Know-How” criando uma dinâmica de procura constante da satisfação dos seus utentes.

Considera, por isso, como fator estratégico para o seu sucesso e consequente crescimento, uma política da qualidade, visando a satisfação dos seus utentes, fornecedores, colaboradores (as), comunidade em geral, e outras partes interessadas definindo alguns princípios.

  • Promoção de uma cultura organizacional capaz de estimular a motivação, o comprometimento e a formação dos colaboradores;
  • Cumprimento dos requisitos (legais, regulamentares e normativos) e melhoria contínua da eficácia do sistema de gestão;
  • Melhoria contínua do seu Sistema de Gestão da Qualidade;
  • Garantia ao utente de níveis de serviço elevados e ajustados, sempre que possível, às características específicas e às necessidades de cada utente, o qual deverá reconhecer a AHS como uma Instituição de referência;
  • Estabelecimento de relações privilegiadas e seguras com fornecedores que garantam a qualidade que queremos imprimir ao trabalho desenvolvido e aos serviços prestados.